quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020
Austin atribui os ratings ‘brBB+(sf)’ e ‘brBB-(sf)’, respectivamente, para as Séries Seniores (287ª, 289ª, 293ª e 295ª) e às Séries Subordinadas (290ª, 292ª, 294ª e 296ª) de CRIs da 1ª Emissão da Fortesec, com risco SPE Hot Beach
A Austin Rating informa que, no dia 07 de fevereiro de 2020, atribuiu o rating de crédito ‘brBB+(sf)’ para as 287ª, 289ª, 291ª, 293ª e 295ª Séries (CRIs Seniores); e o rating de crédito ‘brBB-(sf)’ para as 288ª, 290ª, 292ª, 294ª e 296ª Séries (CRIs Subordinados). Todos os ratings são de longo prazo e fazem parte da 1ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs / Emissão) da Forte Securitizadora S/A (Fortesec/ Emissora). A perspectiva dos ratings é estável. A Emissão está lastreada em 6.708 Cédulas de Crédito Imobiliário (CCIs), representativas de créditos imobiliários cedidos à Emissora (Carteira Lastro/ Créditos Imobiliários), com valor nominal total de R$ 179,1 milhões, decorrentes de Contrato Particular de Promessa de Compra e Venda de Unidade Imobiliária no Regime de Multipropriedade – Frações Imobiliárias (Contratos Imobiliários) firmados entre a SPE Hot Beach Suítes Olímpia – Empreendimentos Imobiliários SPE Ltda. (Cedente/ Coobrigada/ SPE Hot Beach) e os promitentes compradores (Devedores/Adquirentes). A SPE Hot Beach desenvolve o empreendimento Hot Beach Suítes Olímpia (Resort/ Empreendimento) localizado em Olímpia-SP, cidade com vocação turística voltada principalmente a águas termais e parques aquáticos de grandes dimensões. O Empreendimento encontra-se em fase inicial de obras. Segundo vistoria da Enge Engenharia (Enge/Avaliadora), base dez/19, houve evolução orçamentária de 23,6%, para um orçamento total de obras de R$ 125,6 milhões. O início das obras aconteceu em out/18 e a conclusão está prevista para jun/21. O Empreendimento contará com 01 torre, 442 unidades habitacionais (apartamentos), as quais darão origem a 10.225 cotas (frações imobiliárias/cotas), que representam os Contratos Imobiliários cujas prestações formam a Carteira Lastro. O lançamento de vendas ocorreu já em mar/15, e segundo base de dados (BD) compilada pela Conveste Serviços Financeiros (Conveste/Servicer), período dez/19, apresentava 9.517 vendas vigentes (Carteira Vigente), oriundas de 8.810 Adquirentes. Os CRIs totalizam um valor de Emissão Global de R$ 121,0 milhões e serão subscritos em 05 tranches de Séries Seniores e Subordinadas, com as duas primeiras tranches no valor de R$ 32,0 milhões cada; as duas seguintes no valor de R$ 21,0 milhões cada; e a quinta e última tranche no valor de R$ 15,0 milhões. A remuneração das Séries Seniores será 12,4% ao ano acrescidos de IGP-M/FGV, enquanto as Séries Subordinadas remunerarão a taxa de juros de 20,1% ao ano, também acrescidos de IGP-M/FGV. As Séries Seniores totalizarão R$ 84,7 milhões e as Séries Subordinadas R$ 36,3 milhões. Segundo informações da Emissora, via planilha de PUs, até a base dez/19 apenas a primeira tranche havia sido integralizada e os CRIs apresentam carência de pagamentos de juros e amortizações até o período de mai/20. A Emissão conta com a seguintes garantias e reforços de crédito: i) Cessão de Créditos Imobiliários (formação dos lastro) e Cessão Fiduciária de Créditos em Garantia; ii) Coobrigação da Cedente e Fiança dos Sócios da SPE; iii) Alienação Fiduciária das Cotas da SPE; iv) Alienação Fiduciária de Imóvel em Garantia , no valor de R$ 2,9 milhões, referente a fração ideal de 3,5% do imóvel onde se desenvolve o empreendimento; v) Fundo de Reserva equivalente a 02 prestações vincendas; e vi) Fundo de obras.