quarta-feira, 6 de março de 2019
Austin atribui os ratings ‘brBB+(sf)’e ‘brBB-(sf)’, respectivamente, para as Séries Seniores e Subordinadas, enumeradas de forma intercalada entre a 185ª e a 192ª Séries da 1ª Emissão de CRIs da Fortesec – Risco Prestige
A Austin Rating informa que, no dia 26 de fevereiro de 2019, atribuiu o rating ‘brBB+(sf)’ para as Séries 185ª, 187ª, 189ª e 191ª (Séries Seniores) da 1ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs/ Emissão) da Forte Securitizadora S/A (Fortesec/ Emissora) da 1ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs/ Emissão) da Forte Securitizadora S/A (Fortesec). Na mesma oportunidade, o rating ‘brBB-(sf)’ foi atribuído para as Séries 186ª, 188ª, 190ª e 192ª (Séries Subordinadas). A perspectiva dos ratings é estável. Os CRIs são lastreados em 1.502 Cédulas de Crédito Imobiliário (CCIs/ Crédito Lastro), cada uma que representa um Instrumento Particular de Contrato de Concessão Real de Uso e Outras Avenças (Contrato de Concessão de Direito de Uso/ Contratos). Tais Contratos têm por objeto o direito de uso compartilhado (Fracionado), por período pré-determinado, da respectiva unidade do Condomínio Prestige (Condomínio Prestige/ Empreendimento) por seus titulares (Concessionários/ Devedores). O Empreendimento é de propriedade da Prestige Incorporação e Administração de Bens Ltda. (Prestige/ Cedente) e está sendo desenvolvido no município de Foz do Iguaçu-PR em duas etapas, definidas como 1ª Etapa, ou Bloco A, e 2ª Etapa, ou Bloco B. Em cada Bloco serão construídos 210 apartamentos (total de 420 unidades) dispostos no regime de cotas imobiliárias totalizando 6.060 frações (Cotas/ Frações Imobiliárias) comercializadas a um valor médio de R$ 115,5 mil, portanto, com valor geral de vendas (VGV) potencial de R$ 700,0 milhões. As CCIs alcançam montante total de R$ 102,3 milhões (Valor de Cessão) que deram lastro à Emissão. O fluxo financeiro fruto das obrigações relativas aos Contratos, portanto, das CCIs, são caracterizados como Créditos Imobiliários atuais e futuros decorrentes de comercializações de Frações Imobiliárias em substituição a Contratos cancelados (Créditos Cedidos Fiduciariamente), bem como direitos de crédito decorrentes de Contratos já firmados (Créditos Imobiliários, e, em conjunto com os Créditos Cedidos Fiduciariamente, Créditos Imobiliários Totais). Conforme definido no Termo de Securitização (TS), a Emissão contempla um principal total de R$ 102,0 milhões, e guarda as seguintes características, de acordo com as Séries emitidas: (i) a 185ª (Sênior I), a 187ª (Sênior II), a 189ª (Sênior III) e a 191ª (Sênior IV) Séries perfazem 51.000 CRIs, valor global de R$ 51,0 milhões e remuneração esperada de 13,68% ao ano; e (ii) a 186ª (Subordinado I), a 188ª (Subordinado II), a 190ª (Subordinado III) e a 192ª (Subordinado IV) Séries perfazem 51.000 CRIs, principal total de R$ 51,0 milhões e remuneração de 22,32% ao ano sobre o saldo atualizado pelo IGP-M/ FGV. Os CRIs têm periodicidade de pagamento mensal e prazo total de 56 meses, com vencimento previsto para ago/23.