segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018
Austin rebaixa, de ‘brAA-(sf)’ para ‘brA+(sf)’, o rating da Série 2010-186 da 1ª Emissão de CRIs da Brazilian Securities
O Comitê de Classificação de Risco da Austin Rating, em reunião realizada no dia 05 de fevereiro de 2018, rebaixou, de ‘brAA-(sf)’ para ‘brA+(sf)’, o rating dos Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs/CRIs Seniores/Emissão) da Série 2011-186 da 1ª Emissão da Brazilian Securities Companhia de Securitização (Brazilian Securities). O rebaixamento da classificação decorre da diminuição do número de contratos da carteira, de 36 para 26, a qual diminuiu tanto a pulverização da carteira lastro quanto a Razão de Colateralização entre o ativo lastro e os CRIs Seniores, que se apresentava em 90,2% e, portanto, dependendo de realização de leilões de 03 imóveis consolidados, para se reestabelecer acima de 100,0%. Esses leilões estão previstos para ocorrerem apenas nos segundo semestre de 2018. Reforçando este ponto, contribuiu para o rebaixamento a verificação de que o contrato com maior concentração na carteira, com saldo de R$ 706,2 mil, 20,2% do total, apresenta atraso superior a 45 dias e encontra-se em cobrança administrativa. A classificação possui perspectiva estável.